Encontro discute experiências em inclusão social

Encontro sobre inclusão social. Foto: Rogério Telatin
Encontro sobre inclusão social. Foto: Rogério Telatin

A inclusão de alunos com deficiência nas escolas do Sistema Municipal de Ensino conta com o apoio do Departamento de Educação Especial (DEE) da Secretaria de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação (Semecti) de Itaquaquecetuba. Esta semana, houve um encontro, no auditório da Secretaria, com a equipe de Educação Especial e, aproximadamente, 40 educadores (um professor de cada unidade escolar). O intuito foi mostrar como funciona o departamento e dar algumas orientações que favorecem o reconhecimento dos alunos com deficiência, seu desenvolvimento e expressão, com vistas a desmistificar noções falsas.

Durante a reunião foi enfatizada a questão da conscientização não só dos educadores em saber trabalhar com o aluno, mas em buscar formas para que a família se torne um agente ativo no processo de inclusão.

Segundo a equipe do DEE este trabalho de apoio à inclusão, garantido por lei e efetivado pelo trabalho pedagógico nas escolas, tem como objetivo garantir o acesso e a permanência do aluno, seu aprendizado, a elevação da autoestima, a sua autonomia e a inclusão no mercado de trabalho.

A Educação Especial além de orientar os educadores e pais, faz avaliações de suspeita de deficiência nas unidades escolares, estes profissionais têm um roteiro no qual visitam cerca de seis escolas no mês.

Para o secretário de Educação, Ronaldo Nava, as formações são indispensáveis para a preparação dos educadores, os quais atuam diretamente no processo de inclusão social. “O docente precisa estar preparado para o trabalho de inclusão

Relacionadas

Leave a Comment