Câmara segue parecer do TCE e rejeita as contas do ex-prefeito Armando da Farmácia

Cerca de 150 pessoas estiveram presentes no plenário. Foto: Ronaldo Andrade
Cerca de 150 pessoas estiveram presentes no plenário. Foto: Ronaldo Andrade

Com 11 votos a Câmara Municipal de Itaquaquecetuba acatou o parecer do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE), durante a sessão ordinária realizada na noite desta terça-feira, dia 10, que rejeitou às contas referentes à Administração Municipal no exercício de 2010, cujo mandato era exercido pelo ex-prefeito Armando Tavares Filho, o Armando da Farmácia.

Armando Tavares Filho, ex prefeito de Itaquaquecetuba.
Armando Tavares Filho, ex prefeito de Itaquaquecetuba.

Na Casa de Leis, o parecer desfavorável enviado pelo Tribunal foi analisado pelas Comissões Permanentes de Finanças e Orçamento, Constituição e Justiça e Administração, Obras Públicas e Serviços Públicos para, posteriormente, ser enviado para o plenário para votação dos parlamentares.

Cerca de 150 pessoas estiveram presentes no plenário “Mauricio Alves Braz”, para acompanhar a sessão que teve como pauta única a votação do documento do Tribunal de Contas.

Vereadores aprovaram o parecer do TCE. Foto: Ronaldo Andrade.
Vereadores aprovaram o parecer do TCE. Foto: Ronaldo Andrade.

Votaram a favor do parecer do TCE os vereadores Antônio Ivo Paiva Filho, o Tonho da Quadra, Celso Heraldo Reis, o Celso Reis, Edson de Souza Moura, o Edson Moura, Gilberto Aparecido do Nascimento, o Professor Gilberto Tico, Luiz Carlos Ginachi, o Carlinhos do Bar, Luiz Otávio da Silva, o Luizão, Mário Lúcio da Silva, o Mário Charutinho, Roberto Carlos do Nascimento Tito, o Carlinhos da Minercal, Roberto Letrista de Oliveira, Rolgaciano Fernandes Almeida e Wilson dos Santos, o Wilson Pirata.

Contra o parecer votaram os legisladores Adriana Aparecida Felix, a Adriana do Hospital, Genival Soares de Lima, o Val do Mercado, José Donizeti Fernandes, o Dr. Donizeti, Maria Aparecida da Fonseca, a Cidinha Assistente Social, Roque Levi Santos Tavares, o Dr. Roque, e Silvani de Paula Lima.

A votação ainda teve duas abstenções por falta, sendo elas dos vereadores Arnô Ribeiro Novaes, o Arnô Cabeleireiro, e Firmino Francisco Alves, o Firmino Firmeza.

Relacionadas

Leave a Comment