DURANTE CONFRATERNIZAÇÃO, PAI FLAGRA COLEGA TENTANDO ABUSAR DA SUA FILHA DE APENAS 3 ANOS

Uma confraternização entre amigos culminou num espancamento, em Itaquaquecetuba. Isto porque um dos convidados teria tentado abusar sexualmente de uma menina, de 3 anos. As agressões se encerraram, depois que o suspeito fingiu estar desacordado ao cair dentro de um córrego. Ele está hospitalizado, porém, foi preso em flagrante por tentativa de estupro de vulnerável.
O fato foi registrado durante a madrugada de domingo, dia 18, no bairro Tipóia, em Itaquá. A festa ocorria na casa dos pais da vítima. Em determinado momento, por volta das 5 horas, o suspeito disse que iria ao banheiro, assim permanecendo dentro da casa por mais tempo.
Isto teria levantado suspeitas no pai da criança quanto ao que o colega fazia. Por isto, o homem foi verificar se algo teria ocorrido. Primeiro, ele passou pelo banheiro. E seguiu, na sequência, ao quarto da criança. Neste momento, o pai da menina viu o suspeito ao lado da cama dela, com o zíper da calça aberto e a filha parcialmente despida.
Assim que flagrou a cena, o pai da criança confrontou o colega sobre o fato. O suspeito negou qualquer tipo de delito, e fugiu de forma apressada. A partir daí, o pai da criança foi conversar com a companheira. Ele queria saber se a esposa teria deixado a filha somente com roupa íntima. Mas, a mulher falou que não havia deixado a criança deste modo. A declaração reforçou quanto a suspeita de que o suspeito estivesse tentando abusar da criança.
O pai da criança pediu ajuda, com o objetivo de capturar o suspeito e levá-lo à delegacia. Um grupo de pessoas do bairro ficaram sabendo sobre o fato e se revoltaram. Ao encontrar o acusado, o lincharam. O suspeito teve de fingir estar desmaiado para cessar as agressões.
A Polícia Militar (PM), o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Corpo de Bombeiros atenderam à ocorrência. O suspeito foi hospitalizado. A criança também foi levada ao hospital, porém, não sofreu qualquer lesão sexual.

Relacionadas

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.