Pedreiro é preso por estuprar adolescente com deficiência em Itaquá

A vítima reconheceu a cueca que ele estava usando e uma tatuagem na virilha. Foto: Portal News

 

Um pedreiro de 36 anos foi preso por estuprar uma menor, 14 anos com deficiência intelectual. Segundo informações da polícia civil, o fato aconteceu no Jardim Amazonas, o homem teria violentado a menina entre o domingo (11) e a manhã do dia 13 de dezembro. Ele foi preso em flagrante, mas nega as acusações.

 

Tudo teria começado na semana passada quando o pedreiro teria dito a filha, 15, que encontrasse uma amiga para passar uns dias na casa dele. O pedreiro ameaçou a filha, que foi até uma casa vizinha e convidou a menor.

 

A adolescente ficou três dias no local, porém, ela teria confessado que nada teria ocorrido nesse tempo. Entretanto, revelou que o suspeito havia dito que, caso alguém perguntasse sobre o desaparecimento, era para dizer que um homem de motocicleta a teria raptado.

 

A jovem retornou para casa e disse aquilo que o pedreiro havia mandado. A família ainda registrou um boletim de ocorrência pelo desaparecimento.

 

Dias depois, a jovem foi mais uma vez na casa do pedreiro e desta vez disse que teve relações sexuais com o suspeito mediante ameaça. A família descobriu porque desconfiou da mesma história e foi à delegacia para contar o caso.

 

Diligências feitas pelos policiais civis detiveram o suspeito. A vítima reconheceu a cueca que ele estava usando e uma tatuagem na virilha.

 

As informações são do Portal News.

 

 

 

Relacionadas

Leave a Comment