Candidatos a prefeitura de Itaquá poderão gastar até R$ 1 milhão em campanha política

Prefeitura Itaquaquecetuba

Os candidatos a prefeito de Itaquaquecetuba poderão gastar até R$ 1 milhão na campanha eleitoral, poderá ser a 3º campanha mais cara do Alto Tiête, segundo limite de gastos estabelecido pela Justiça Eleitoral. Em primeiro lugar está Suzano com R$ 1,3 milhões seguido por Mogi das Cruzes com R$ 1,1 milhão.

A regulamentação foi estabelecida pela Resolução Nº 23.459, de 15 de dezembro de 2015, na recente minirreforma eleitoral.

A ordem dos municípios com maior limite de gastos (veja na tabela abaixo) corresponde ao ranking das campanhas mais caras de 2012. A minirreforma eleitoral definiu os atuais limites com base nos maiores gastos realizados em cada cidade na eleição passada.

A nova lei estabeleceu que o teto para cada candidato gastar no primeiro turno em 2016 será de 70% do gasto total do candidato que mais gastou em 2012.

No caso dos pleitos que tiveram dois turnos, o limite será de 50% da campanha mais cara. Para o segundo turno deste ano, o limite será de 30% do teto estabelecido para o primeiro turno.

LIMITES * DE GASTOS PARA CANDIDATOS

Município Prefeito
1º turno
Vereador
Suzano R$ 1,3 milhão R$ 64,1 mil
Mogi das Cruzes R$ 1,1 milhão R$ 159,5 mil
Itaquaquecetuba R$ 1 milhão R$ 60,4 mil
Arujá R$ 469 mil R$ 26,2 mil
Ferraz de Vasconcelos R$ 230 mil R$ 45,3 mil
Guararema R$ 133,3 mil R$ 10,1 mil
Santa Isabel R$ 93,7 mil R$ 16,1 mil
Poá R$ 89,6 mil R$ 27,6 mil
Salesópolis R$ 79,1 mil R$ 9,4 mil
Biritiba R$ 66,8 mil R$ 19,5 mil
* Valores deverão ser corrigidos pelo INPC de out.2012 a jun.2016

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral

Relacionadas

Leave a Comment